Categories Menu

Artigos

TPM, Menopausa e Sagrado Feminino

Postado por em 13 janeiro, 2017 em Artigos Yoga | 3 comentários

TPM, Menopausa e Sagrado Feminino

Verdades sobre a TPM e Menopausa: Amigos esse é a minha opinião baseada em 18 anos de muitos estudos, muita observação muita e prática: Problemas de TPM e Menopausa como variação de humor podem significar alguma disfunção hormonal, mioma, endometriose, etc principalmente se a mulher apresentar acne agravada na pele do rosto e sobre peso corporal. Contendo todos esses sintomas é bom verificar. Devido ao uso de cosméticos, uso de plásticos em utensílios de cozinha, água mineral engarrafadas e outros produtos que contém xenormônios, muitas mulheres estão afetas com essas substâncias que são interpretadas pelo corpo feminino com um desequilíbrio hormonal. Entretanto as variações de humor no período da TPM e da Menopausa estão atualmente muito mais relacionados aos costumes inadequados da vida moderna que a esses fatores bioquímicos citados. As variações hormonais da TPM proporcionam à mulher uma sensibilidade altamente aguçada que deve ser usada para seu autoconhecimento. Nesse período a mulher com sua sensibilidade aguçada é capaz de acessar conteúdos de seu inconsciente, de acessar conteúdos do inconsciente coletivo, de escutar sua intuição com mais clareza, de meditar com profundidade, de se conectar com os elementos da natureza e de receber mensagens acerca de sua espiritualidade, entre outras atividades dependendo do preparo emocional e espiritual de cada mulher. Por isso, nos dias da TPM toda mulher deveria ficar em recolhimento, meditação, ficar em silencio e de preferência mais solitária para poder entrar em contato com suas linguagens internas, escutar o que seu “Eu” interior tem para manifestar. É também o momento de aprender a lidar com suas “sobras” ou pontos fracos pessoais que precisam ser aprimorados. Quando a mulher não aproveita essa oportunidade mensal que ela precisa ter todo mês, o seu Ser Interno fica revoltado, pois sabe que esse momento de sensibilidade e conexão não poderia ser perdido. Por isso, a mulher que não desfruta desse Sagrado Feminino acaba tendo como efeito colateral uma forte irritação. Essa irritação simplesmente demonstra a revolta interior de ter perdido mais um mês a oportunidade sagrada de escutar seu coração. Eu diria que a sociedade moderna, os maridos e os filhos Têm uma escolha a fazer: Ou eles têm uma Sacerdotisa Sábia em casa ou eles têm uma Histérica Insuportável. Pois se o espaço/tempo de interiorização da mulher for respeitado ela se transformará em uma pessoa sábia, serena e maravilhosa. Se isso não for respeitado, certamente que a irritação explodirá como um vulcão e o resultado todos já conhecem. Depois de toda uma vida desrespeitando e desperdiçando o tempo/espaço do Sagrado Feminino, ao chegar na menopausa, a mulher da sociedade moderna normalmente entra em depressão e fica com o humor afetado e com reações físicas indesejáveis pois o corpo e a mente da mulher estão expressando sua revolta e frustração. Eu conheço algumas mulheres que passaram a vida respeitando seu sagrado feminino mensalmente e não tiveram qualquer problema ou mal estar na menopausa… Técnicas que podem ajudar as mulheres no caminho de descoberta do Sagrado Feminino: Praticar Yoga e atividades artísticas com regularidade ajuda as mulheres a criar o costume de parar, se observar, se cuidar, se escutar. Essas atividades treinam o sistema nervoso para sentir, pensar e agir com mais consciência, treinam a percepção para descobrir seus limites, necessidades e possibilidades. Também favorecem na oxigenação cerebral necessária para a...

Leia Mais

Crie sua Transcendência por Você Mesmo – Osho

Postado por em 24 junho, 2016 em Artigos Yoga | 0 comentários

Crie sua Transcendência por Você Mesmo – Osho

“Aceite-se Como Você é! Não Crie uma Lacuna entre Você e o Real! Não Crie lacuna entre Você e o Nirvana! Não Crie lacuna Nenhuma! Em vez disso Crie sua Transcendência. E para a sua Transcendência, Utilize você Mesmo!” OSHO, Tantra, pg 14.

Leia Mais

Meditação do Inverno

Postado por em 15 junho, 2016 em Artigos Yoga | 0 comentários

Meditação do Inverno

Pra mim as principais datas comemorativas são as trocas das Estações. Pois as Estações da Natureza acontecem também dentro do nosso corpo e estado emocional. Quem está acostumado a prestar atenção em si mesmo e na natureza já deve ter observado isso. Uma pessoa para ser integral, feliz, próspera e bela, precisa estar em sintonia com os Ciclos da Terra, Pois somos filhos da Terra, dela viemos e para ela voltaremos. Se quiser ter uma vida legal morando no Planeta Terra, precisará estar em harmonia com Ela! No inverno todos os animais se recolhem, buscam mais silêncio, repouso e armazenamento de Energia. Esse é o estado interno que devemos permitir nessa estação: Recolhimento, Repouso, Silêncio, Introspecção, Reflexão, Armazenar Energia para criar novos projetos a serem criados na Primavera. Antigamente, antes da modernidade e da castração da sabedoria natural das pessoas, o seres humanos celebravam cada troca das Estações, costumavam respeitar e ser gratos às forças da natureza. Hoje isso raramente é o praticado atualmente, infelizmente. Somente Tribos Indígenas que conseguiram manter seus verdadeiros costumes vivenciam essa essência natural. As festas juninas de hoje guardam um pouco dessa lembrança das antigas comemorações, quando os povos para agradecer as colheitas dançavam em volta da fogueira como uma forma de homenagear o sol que alimenta as plantações. As trocas das Estações têm uma conotação Espiritual desde os tempos remotos. Pode observar que cada troca de estação hoje está relacionada à alguma data religiosa comemorativa: Primavera (Nossa Senhora Aparecida), Verão (Natal), Outono (Páscoa) e Inverno (São João). Na verdade as religiões modernas aproveitaram as celebrações antigas para vincular suas comemorações perto de datas que já eram festejadas popularmente muito antes do surgimento das religiões. Isso foi uma estratégia histórica para ter uma popularidade mais garantida nas festas religiosas, visando captar adeptos para as religiões que surgiam. Só que essas datas já eram celebrações para a Natureza muito, muito tempo antes de surgirem as religiões! Procure se conectar com a natureza, seus elementos, seus ciclos e trocas das estações. Respeite e agradeça sempre. Te garanto que você vai se surpreender! Boa Prática. Espero que um dia você também possa sentir os elementos da natureza atuando claramente dentro e fora de seu corpo. Namastê! Naiana – SaudeSemLimites.com.br...

Leia Mais

Meditação do Outono

Postado por em 28 março, 2016 em Artigos Yoga | 2 comentários

Meditação do Outono

As verdadeiras datas sagradas são as trocas das estações, pois são os ciclos da Mãe Natureza atuando na Terra, no Céu, nas Plantas, nas Águas, na intensidade do Sol e nos Seres Humanos: em seu Corpo, seu Emocional e suas Energias. Outono é época de deixar cair as folhas secas (aquilo que não te serve mais), essas folhas secas servem de adubo (o que se aprende com experiências vividas anteriormente) para as flores (coisas novas) que virãona primavera sequente. Então amigos, vamos todos deixar o velho e abrir espaço para as coisas novas. Vamos refletir e aprender com o que se viveu. Vamos desapegar das coisas velhas para renovar. Atitude interna: se perguntar o que é que não serve mais para você. Atitude prática externa: jogue fora coisas velhas e doe coisas que você já não usa a algum tempo. Namaste, Naiana –...

Leia Mais

Meditação do Sol

Postado por em 14 janeiro, 2016 em Artigos Yoga | 6 comentários

Meditação do Sol

Olá Amigos, esse artigo é para compartilhar uma das meditações mais poderosas que eu conheço. Já tem muitos anos que eu alimento minha Luz Interior me conectando com o Sol. Isso tem relação com a glândula pineal que é regulada pela presença ou ausência de luz do sol e coordena todas as outras glândulas endócrinas e hormônios do corpo. A glândula pineal está associada também à intuição, ao terceiro olho e visão oculta dos fenômenos. É muito simples, basta virar-se para o sol (com os olhos fechados), se conectar mentalmente com o Sol, agradecer ao Sol por ser nossa fonte de Luz e pedir ao Sol que Ilumine sua Mente, suas Idéias e sua Jornada e sua Vida, te enviando as respostas que você precisa. Se for bem cedinho ou no final da tarde você pode deixar os olhos levemente abertos ou até olhar para a região entre as sobrancelhas por alguns instantes, claro sem exageiros. Alinhar e Abrir o Chacras com a Luz do Sol: Desde os 25 anos que eu tinha costume de tomar sol deitada permitindo que a Luz do Sol me ajudasse a abrir e alinhar os chacras. É só mentalizar a luz entrando em cada ponto energético e agindo com sua sabedoria. Faça isso de frente e e costas para iluminar a parte posterior dos chacras também! Outra meditação legal é vibrar as frequências de cores dentro e ao redor do corpo enquanto toma banho de Sol. Pois o Sol emite mesmo as frequências coloridas, então podemos pegar “carona” nas cores que o Sol envia. Para saber os benefícios de meditar com as frequências de cores estude meu artigo sobre cromoterapia. A água Solarizada é também fantástica e você pode saber mais sobre isso no artigo que tenho sobre esse tema. Mentiras sobre o Sol: Hoje a mídia condena o sol de todas as formas. É tudo mentira. 1) A indústria da doença quer que você não tome sol para você ter uma vida literalmente sem saúde, sem luz, sem rumo e sem nada. Para comprar tudo o que eles vendem. E também para deixar  a população vulnerável à lavagem cerebral. Te tiram o sol para te escravizar mentalmente! 2) A falta de Sol gera mais de 200 doenças. Eles querem te escravizar fisicamente e vender remédio também! Por isso te mandam passar protetor solar! Eu mesma já caí nessa, eu até cheguei a vender protetor solar uma vez achando que era ótimo para a saúde… 3) A pele só se queima de sol e só tem câncer de pele se o sangue estiver ácido devido à alimentação indutrializada que é acida. Então coma alimentos naturais e tenha um sangue alcalino e pronto! Viu, eles te vendem veneno em forma de comida pra vender o protetor solar depois! Então tome 20 minutos de sol por dia. Se conecte com a Luz, Seja Feliz e depois Você me conta! Essa é uma explicação mais genérica sobre isso que eu tinha até pouco tempo atrás. Mas foi recentemente que eu aprendi com o professor Celso Zymon, em seu programa “Farol da Terra” na RadiodaTerra.com.br o fundamento mais detalhado: O Sol na verdade envia informações e até códigos (junto com a Luz) para a glândula pineal ter seu funcionamento correto bioquímico além da estimulação extra física relativa...

Leia Mais

Meditação do Verão

Postado por em 22 dezembro, 2015 em Artigos Yoga | 1 comentário

Meditação do Verão

Dia 21 de Dezembro é um dia muito Especial! Parte I: Segundo os fundamentos da Medicina Tradicional Chinesa Os Ciclos da Natureza acontecem dentro do corpo humano Em sua estrutura física, emocional, energética e espiritual. E o Verão é Época de Expandir a energia, Compartilhar, Distribuir o que foi Gerado na Primavera. Hora de Celebrar o que foi Concretizado na Primavera. No Inverno: Resguardo, Silêncio e armazenamento. No Outono: Jogar folhas velhas fora pra receber o novo. Na Primavera: Florescer coisas novas. No Verão: Compartilhar ao Expandir.   O que é que você pode compartilhar com a Vida? Com a Natureza? Com as Pessoas ao seu redor?   Parte II: Além Disso: É muito importante comemorar as trocas das estações. No final de dezembro, comemorar o solstício de verão era costume dos antigos povos. Celebrar a chegada do dia mais longo do ano, dia de mais luz solar, o dia do solstício de verão. Por ter mais tempo de sol o dia do solstício de verão é especial para os elementos e elementais da natureza. No Verão quando os dias são mais longos se recebe mais Sol, mais Luz, mais Vida e mais alento para os Frutos da Terra. Então os povos antigos agradeciam à Terra, às Colheitas e ao Novo ciclo que Chegava. Celebravam o sol dançando ao redor da Fogueira. O VERDADEIRO NATAL É ISSO … Vamos resgatar esses costumes? Vamos presentear a Terra? Vamos Agradecer à Terra? Vamos Respeitar a Terra, seus Ciclos e Fluxo Natural? Vamos Simplesmente aceitar finalmente que somos Filhos da Terra?   Eu Tô aqui, plantando, colhendo, agradecendo e compartilhando! Amigos isso dá resultado! É o melhor plano de Saúde e o melhor Plano Financeiro! Assumo que sou Filha da Terra por isso tudo me é provido. Eu cuido dela e ela cuida de mim! Olho ao meu redor e vejo que já tenho tudo. Não preciso de mais nada, agradeço e lá vem mais e mais. Sou Filha da Terra, meu corpo físico é apenas luz condensada pelo pó da Terra, de onde veio e pra onde voltará. Já eu, vim mais de longe, sem forma, só luz. Mas hoje sei que a forma é resultado da Luz. A Luz condensa a forma no pó! Simples! Cuide da sua Luz, alimente a luz, multiplique a luz. Receba a Luz do Sol, Envie Luz para os outros e O Chão, o Pó, a Forma e a Prosperidade, vem bonitinho!   Feliz Solstício,   Naiana...

Leia Mais

O que eu Aprendi Praticando Yoga esse Tempo Todo

Postado por em 16 dezembro, 2015 em Artigos Yoga | 2 comentários

O que eu Aprendi Praticando Yoga esse Tempo Todo

Eu aprendi a sentir a luz que tem dentro de mim e dentro de você! Eu aprendi a multiplicar essa luz! Eu aprendi que quanto mais eu Agradeço, Mais presentes a Vida me dá para Agradecer! Eu Aprendi a olhar para o passado com mais sabedoria Eu Aprendi a Viver o Presente Para Construir meu Futuro. Eu aprendi que Perdoar Liberta, Livra de carregar o Peso que não me pertence! Eu aprendi a saber ficar quieta e a escutar. Eu aprendi que tudo sempre pode mudar. Eu aprendi a receber do sol mais e mais luz. Eu aprendi que a Vida é Simples: É só Confiar na Vida, Fazer a minha Parte e Agir Agir Agir Eu aprendi a ser Verdadeira comigo. Eu aprendi a beleza de respirar e a perfeição do corpo humano. Eu aprendi o que realmente é importante pra mim. Eu aprendi que sou filha da Terra. Eu aprendi a respeitar mais, a valorizar mais, a amar mais Eu aprendi a despertar a Alegria Interna e Compartilhar Amor Universal Eu aprendi que a beleza dessas posturas corporais são para Me lembrar que existe a beleza interna Eu aprendi que flexibilizar as ideias junto com o esticar do corpo Eu aprendi a buscar minha força enquanto a gota de suor escorre Eu aprendi que tempo é relativo! Eu aprendi que aprendo quando ensino! Eu aprendi a escolher meu futuro escolhendo meu presente. Eu aprendi que sempre dá pra ser melhor. Eu aprendi a respeitar meus limites e meu ritmo. Eu aprendi a aprender com os altos e baixos. Eu aprendi que todo problema tem Solução, encontra-la é o Aprendizado! Eu aprendi que toda luz tem uma sombra. Eu aprendi que a luta é comigo mesma. Eu aprendi muito mesmo! Eu aprendi que vou aprender sempre! Agradeço a todas pessoas, livros e vídeos que me ensinaram Yoga! Eterno Namastê!...

Leia Mais

A Arte e a Espiritualidade

Postado por em 16 dezembro, 2015 em Artigos Yoga | 0 comentários

A Arte e a Espiritualidade

Existe uma Força Espiritual e Uma Magia Vital Que só se manifestam quando o Ser se Permite Vivenciar a Arte O espírito humano sabe que precisa da Arte Por isso os folclores, as festas populares, carnaval, etc O espírito humano sabe que precisa de cores, de luz, de alegria A alma humana sabe que precisa da Experiência Estética Que significa Experienciar e Viver a Beleza através das Atividades Artísticas Beleza Divina essa que se manifesta somente com a arte A arte consegue traduzir no material o Amor Universal Por isso até mesmo o cérebro humano é dividido em 2 hemisférios Um dos Hemisférios cerebrais trata do Racional Mas o outro Hemisfério Cerebral processa a linguagem artística Com os mecanismos dese corpo físico O Ser para ser Integral se alimenta com a Arte Pratique Arte e colabore por um mundo melhor Se você quer ser mais espiritualizado precisa de Arte Se Você quer ser mais inteligente precisa de Arte Se você quer ser um Ser Integral precisa de Arte Tá esperando o que? Dance, Cante, Toque Tambor, Faça Artesanato, Teatro Escute boa música com o coração! Deixe a Beleza Divina se Expressar dentro de Você! Liberte a Sabedoria que Existe em Você!...

Leia Mais

Caminhada Terapeutica: Uma Vivência Bioenergética e Reichiana

Postado por em 5 agosto, 2015 em Artigos Yoga | 1 comentário

Caminhada Terapeutica: Uma Vivência Bioenergética e Reichiana

Essa é uma prática muito interessante que vou compartilhar através do artigo do Prof. Leonardo José Jeber. Uma visão abrangente inspirada nos ensinamentos de Wilhelm Reich e Alexander Lowen. Lá vai o artigo que primeiro contextualiza a concepção de corpo e de mundo que embasa o exercício e no segundo momento ensina o exercício propriamente dito: C A M I N H A D A T E R A P Ê U T I C A: Uma vivência bioenergética e reichiana – Prof. Leonardo José Jeber Só quando o homem reconhecer que ele é fundamentalmente um animal, ele será capaz de criar uma verdadeira cultura. (Wilhelm Reich) A graça animal chega aos humanos quando, em vez de maltratar o nosso corpo e interferir com o funcionamento da nossa inteligência animal inata, nós nos abrimos para ‘os benefícios do sol e para o sopro do ar’. (Alexander Lowen) Essa caminhada é denominada terapêutica porque pretende atuar como uma contribuição à profilaxia das neuroses. Sua principal finalidade é prevenir ou minimizar os processos de encouraçamento psíquico-somático, isto é, estases ou bloqueios energéticos no organismo, que impedem o fluxo de energia que ocorre por meio das correntes plasmáticas em todo o corpo. O principio de funcionamento natural, a lei natural da função orgástica e bioenergética do organismo foi descoberta por Wilhelm Reich e se apresenta na fórmula tensão-carga-descarga-relaxamento, que é a base de orientação dos movimentos propostos durante a caminhada. Trabalhando-se sobre o somático trabalha-se também sobre o psíquico, pois existe uma identidade funcional entre o psíquico e o somático, o que cria uma unidade antitética de funcionamento da energia em nosso corpo, ou seja, uma unidade psicossomática. Wilhelm Reich, pioneiro no trabalho com corpo no campo psicológico, vislumbrou a possibilidade de uma educação, especialmente para as crianças, que contribuísse para um estado de saúde psíquica por meio da prevenção das neuroses. Através de meu trabalho na formação de professores de Educação Física, percebo que há por parte de alguns estudantes e futuros professores de Educação Física, um certo estranhamento, ou uma certa preocupação, num primeiro momento, quando afirmo que uma atividade física tem uma função terapêutica. Na década de 80, a Educação Física esteve submetida e bastante influenciada pelos conteúdos e princípios da psicomotricidade, o que pareceu prejudicar a construção de uma identidade e legitimidade apropriadas a esta área do conhecimento. Por isso o questionamento e o estranhamento a respeito da dimensão terapêutica da Educação Física têm seu sentido. O que podemos dizer é que uma atividade física, ou a Educação Física tem múltiplas funções tais como: cultural, social, mental, física, psicológica e outras possíveis. Isso porque o ser humano que faz atividade física é um ser formado de múltiplas dimensões e instâncias, e aqui estas funções são horizontalmente importantes, não havendo uma hierarquia entre elas, pois elas atuam de forma integrada, a não ser que o professor que ministra a atividade determine um foco dimensional a ser tratado e alcançado. Talvez a função terapêutica da atividade física, numa perspectiva reichiana seja mais recente no meio educacional e no meio da Educação Física, mas não por acaso. Os dilemas e problemas que atingem o ser humano no contexto social de hoje estão a exigir a construção de novos sentidos e significados para a educação e para a Educação Física. Neste sentido, a...

Leia Mais

Somos mais que o Corpo Físico

Postado por em 22 julho, 2015 em Artigos Yoga | 0 comentários

Somos mais que o Corpo Físico

Sobre a concepção de homem, mundo e sociedade, o YOGA traz consigo muitos conceitos e princípios. Estes valores são realmente muito diferentes dos valores ocidentais, pois revelam uma esperança existencial, ao contrário do medo da morte predominante no ocidente (GOVINDA DASI, 2001, p. 17). Segundo MIRANDA (1969), cada plano da matéria universal possui um nível, uma predominância de vibração da matéria universal, de átomos e elementos. A energia cósmica penetra o espaço para formar o universo ao início das Eras (YUGAS), no entanto, esta energia é constituída de sete raios, o que desencadeiam sete planos da matéria universal. Cada espécie de raio origina uma espécie de átomo que produz características específicas. Cada um dos sete tipos de átomos desenvolve uma trajetória de rotação dos prótons que corresponde à uma vibração diferente. Cada plano é constituído por uma prioridade de tipo de átomo. Os átomos físicos, por exemplo, nos dão a impressão da forma e do movimento, dão a percepção da luminosidade, das cores, volume, peso, etc. Os átomos astrais nos possibilitam as sensações de sentimento e emoção. Os planos coexistem simultaneamente, pois no espaço entre os prótons, neutros e elétrons do átomo físico, há espaço para acomodar a estrutura dos outros planos. Pensar que existe apenas o plano físico e um corpo físico é uma visão muito limitada. O ser humano tem infinitas possibilidades de manifestação de sua consciência em outros planos além do plano físico. Os sete planos são: – Plano Maha-para-nirvanico – Plano para-nirvanico – Plano nirvanico – Plano bhuddico – Plano MENTAL – Plano ASTRAL (Aqui acontecem as projeções astrais ou desdobramentos da viagem astral) – Plano FÍSICO. E para interagir com diferentes planos, o ser humano precisa de diferentes estruturas. A TAITTIRIYA UPANISHAD demonstra na parte II, capítulos 1, 2, 3, 4 e 5 (TINOCO, 1996) os cinco corpos que constituem o Ser Humano: – O corpo físico (ANNAMÄYÄ–KOSHA), constituído de alimento. – O corpo energético possui a forma humana (PRÄNOAMÄYÄ-KOSHA), constituído de alento vital. O alento vital ou energia vital se divide em categorias: PRÄNA é o alento ascendente que aloja-se no coração, habita o olho, o ouvido, a boca e o nariz. O sol o contém. O descendente, controla a terra, fica alojado no ânus, é o APÄNA, que governa os órgão de excreção e os reprodutores. VYÄNA é o alento difuso pois mora em todo corpo, circula todos os canais energéticos, controla o ar. SAMÄNA o suporte que reside no umbigo e comanda a digestão e assimilação dos alimentos, controla o espaço vazio e o éter. O fogo contém UDÄNA, que circula na garganta e conduz o homem a um nascimento mais elevado. NÄGA-VÄYU faz sair gás pela boca, KÜRMA move as pálpebras, KRÉKARA faz espirrar e tossir, DEVADATTA produz o bocejo, DHANANJAYA impregna todo corpo físico. “O pensamento do homem no momento de sua morte é quem o unirá ao PRÄNA. PRASNA UPANIÑAD, 3 – 10 (TINOCO, 1996). – O corpo mental chama-se MANOMÄYÄ-KOSHA e também possui a forma humana. – O quarto corpo é o intelecto, VIJÏAMÄYÄ-KOSHA, também possui a forma humana, podendo realizar todas as ações, manifestar a fé, os atos corretos, a verdade, a concentração. – O último é o corpo da bem-aventurança (ÄNANDAMÄYÄ-KOSHA), que expressa a alegria, o grande deleite, e a expressão do divino no ser...

Leia Mais