Categories Menu

Postado por em 15 julho, 2015 em Artigos Yoga | 0 Comentários

Como Evitar e Curar Problemas Sexuais: Fortalecer o Períneo

Como Evitar e Curar Problemas Sexuais: Fortalecer o Períneo

Programa de Fortalecimento do Períneo – YOGA: Prof. Naiana

O PERÍNEO é um Músculo Sfíncterpubococcígeo e um centro energético (muladhara chakra). O bom estado do músculo PERÍNEO é fundamental para manter a integridade e o bom funcionamento da uretra e a posição dos órgãos dentro da pélvis. Seu fortalecimento previne incontinência urinária, infecção de urina, “bexiga caída”, ressecamento vaginal, dificuldades com orgasmo, dificuldade de ereção masculina, ejaculação precoce. Este trabalho estimula e regulariza, por tanto, a saúde da atividade sexual.

No YOGA chamamos de mūlabandha a contração do períneo e asvini mudrá é a pulsação do períneo. mūlabandha e asnini mudrá aumentam a potência sexual e a irrigação sanguínea na região pélvica, ajuda efetivamente no controle do orgasmo, evita a dispersão da energia sexual, mantém o equilíbrio hormonal e estimula o metabolismo dos órgãos internos. O curso natural descendente do apānavāyu é invertido, forçando-o a elevar-se em direção ao prāavāyu, na região do tórax.

No início o trabalho da pulsação do períneo pode ser feito em conjunto com todos os outros músculos esfíncteres (músculos redondos): contrair períneo, mão, pés, boca e olhos. O ânus, a uretra e o canal vaginal contraem por consequência junto com o períneo. TODOS ESSES MÚSCULOS ESFÍNCTERES ATUAM JUNTOS em um organismo saudável, como um bebê recém nascido que ao mamar estimular a boca, pisca os olhos, contrai as mãos e pés e ainda faz xixi e cocô enquanto mama ou logo após mamar . Veja na imagem abaixo a forma circular dos músculos dos olhos e da boca.

esfíncteres faciais

esfíncteres faciais

PRIMEIRO MÊS: Contrair e relaxar o períneo de forma pulsante (asnini mudrá)

1 minuto 3  vezes ao dia. Trabalhar 3 minutos por dia.

Para facilitar a contração do períneo, use a contração das palmas das mãos, sola dos pés, olhos e lábios. Por consequência serão exercitados esfíncteres anal, uretra e nas mulheres ainda o canal vaginal.Coordene a respiração com a contração.

SEGUNDO MÊS: Trabalho isométrico, ou seja, contrair e segurar aumentando gradativamente o tempo de permanência (mūlabandha)

3 minutos 1 vez ao dia. Sendo 3 series de 1 minuto. Trabalhar 3 minutos por dia.

Primeira semana: Iniciar pulsando por 50 segundos e prender 10 segundos.Repetir mais 2 séries.

Segunda semana: Iniciar pulsando por 40 segundos e prender 20 segundos. Repetir mais 2 séries.

Terceira semana: Iniciar pulsando por 30 segundos e prender 30 segundos. Repetir mais 2 séries.

Quarta semana: Iniciar pulsando por 20 segundos e prender 40 segundos. Repetir mais 2 séries.

TERCEIRO MÊS:

Homens: Contrair e segurar por 60 segundos. Intervalo de 20 segundos e repetir tudo mais 2 vezes.

Mulheres: Trabalhar os anéis vaginais desenvolvendo percepção, resistência, tônus e coordenação.

Primeiro minuto: Contrair 1-2-3 de baixo para cima e relaxar 3-2-1 de cima para baixo

Segundo minuto: Contrair 3-2-1 de cima para baixo e relaxar 1-2-3 de baixo para cima

Terceiro minuto: Trabalho isométrico: Contrair e segurar por 60 segundos.

Devido a diferente anatomia masculina e feminina nessa etapa o trabalho é diferenciado para que as mulheres possam desenvolver a consciência e coordenação dos anéis vaginais.

anatomia vaginal

anatomia vaginal

QUARTO MÊS EM DIANTE: A esta altura os músculos esfíncteres já deverão estar totalmente recuperados e pulsando espontaneamente no dia a dia. Para manter a saúde da região é sugerido continuar com seus 3 minutos diários por toda a vida. Aplicando as variações de contrações que preferir.

Mesmo com a anatomia diferenciada entre homens e mulheres, em ambos os casos o períneo localiza-se entre o ânus e o órgão sexual.

Imagem do Períneo Feminino e Masculino:

períneo

períneo

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − nove =